sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Caixa reduz juros de crédito imobiliário e cheque especial

Foto: Pillar Pedreira/Agência Senado

Taxa mínima cai para 6,5% ao ano e 4,95% ao mês, respectivamente.

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (12) redução dos juros em três linhas de crédito, após o Banco Central cortar a taxa básica de juros ontem. Em geral, a redução é maior conforme o cliente tem mais relacionamento com o banco, ou seja, contrata mais produtos.

A notícia já repercute no setor de construção civil, com as ações da MRV em forte alta de 5,4% por volta das 13h.

A taxa mínima fixa do crédito imobiliário da Caixa passou de 6,75% ao ano mais a TR (Taxa Referencial), hoje zerada, para 6,5% ao ano mais a TR. A linha só vale para quem tem conta na Caixa, recebe salário pelo banco e tem outros produtos contratados.

Quem recebe salário pelo banco também teve os juros do cheque especial reduzidos de 4,99% ao mês para 4,95% ao mês.

Clientes que apenas tem conta corrente terão os juros do cheque especial reduzidos de 8,99% ao mês para 8% ao mês. Entretanto, essa última redução apenas antecipa uma decisão do BC (Banco Central), que obrigará os bancos a fixar o teto de 8% para essa linha de crédito.

Anunciada no final de novembro, a medida do BC também permite que os bancos cobrem uma tarifa mesmo de quem não usa o cheque especial, apenas para ter o limite disponível. A partir de 1º de junho, basta ter um limite de cheque especial acima de R$ 500 para ser obrigado a pagar essa tarifa. As novas taxas para financiamento imobiliário da Caixa valem a partir de segunda-feira (16), enquanto a queda dos juros no cheque especial só começa em 2 de janeiro de 2020.

TAXA MENOR PARA SERVIDOR PÚBLICO


O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que, para conseguir uma taxa de juros de 6,5% mais a TR no crédito imobiliário, o cliente depende de um nível de relacionamento com o banco, que vai além de receber o salário na instituição financeira.

Essas relações passam por outros produtos, outras operações de crédito, cartões. Cliente com relação de longo prazo acaba tendo uma taxa menor

Servidores públicos que recebem o salário pela Caixa e têm algum nível de relacionamento com o banco terão acesso a juros de 7,25% ao ano mais TR no crédito imobiliário. Trabalhadores do setor privado com as mesmas condições terão taxas a partir de 7,75% ao ano mais a TR.

BC CORTOU JUROS BÁSICO


O anúncio da redução dos juros do crédito imobiliário na Caixa acontece no dia seguinte à queda da taxa básica de juros (Selic). Ontem (11), O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central decidiu baixar a Selic em 0,5 ponto percentual, de 5% para 4,5% ao ano. Essa foi a quarta redução seguida dos juros. Com isso, a Selic atinge seu menor nível na história (o Copom foi criado em 1996).

Essa foi a última reunião do Copom no ano. O próximo encontro do comitê para decidir os juros acontece em 4 e 5 de fevereiro.

A Selic é a taxa básica da economia e serve de referência para outras taxas de juros (financiamentos) e para remunerar investimentos corrigidos por ela. A taxa não representa exatamente os juros cobrados dos consumidores, que são muito mais altos.

Segundo os últimos dados divulgados pelo BC, a taxa de juros média do cheque especial, por exemplo, foi de 305,9% ao ano em outubro, enquanto a do rotativo do cartão foi de 317,2% ao ano.

Fonte: folha.uol.com.br / Dezembro 2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre a

IMMOBILEArquitetura

Ela foi idealizada em 2008 pelo arquiteto e urbanista Expedito Junior, com o objetivo de criar e implementar projetos de alta performance e profundidade técnica, executados para atingir os melhores índices de rentabilidade de acordo com a individualidade de cada empreendimento e negócio. Constituída por uma equipe de profissionais que possuem diferentes visões de mercado, procuramos manter um relacionamento estreito com os investidores, construtores e principalmente possibilitando a maior eficiência e agilidade nos processos de criação, regularização e entrega.




Assine a nossa newsletter para receber as últimas notícias do blog diretamente em seu E-mail. Fique tranquilo, também não gostamos de SPAM

Você também pode gostar