[Mercado imobiliário][carousel][5]

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Falta pouco para começar a Feira de Imóveis Ademi/SE 2019

06:26:00

O EVENTO

5° Feira de Imóveis Sergipe
Fonte: Ademi-SE/Divulgação 

Nos dias 26 a 29 de setembro será realizada a 5ª edição da Feira de Imóveis Ademi/SE, onde serão ofertadas cerca de 3 mil unidades para à venda, com excelentes condições de pagamento. O evento é promovido pela Associação dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário de Sergipe (Ademi/SE) e patrocinada pela Caixa Econômica, que será o agente financeiro exclusivo nesta edição. Neste ano será novamente realizado no estacionamento do supermercado Extra. A abertura oficial acontecerá no dia 26, quinta-feira, a partir das 10h.

Será uma ótima oportunidade para as pessoas que buscam comprar o primeiro imóvel, as que desejam sair do aluguel e as que desejam investir em um negócio seguro e rentável. O visitante encontrará, em um único espaço, os produtos oferecidos pelas principais empresas do setor em Sergipe, estarão disponíveis imóveis na planta, em fase de construção e prontos para morar, tanto na Capital quanto no Interior do Estado. Nesta edição estarão presentes as construtoras AC Engenharia, Celi, Impacto, Jotanunes, Nassal, Primasa Camel, Tecnoconsult e União e as imobiliárias Century, Cohab Premium, JLC e Valor.

Para todos

As opções vão desde imóveis populares, que contam com subsídios do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal, aos de alto padrão.“São imóveis residenciais de dois ou três quartos para todos os gostos e bolsos. A maioria localizada na Grande Aracaju, que compreende Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros”, anuncia Henrique Côrtes, presidente da Ademi/SE.

Serão disponibilizados financiamentos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e também da nova linha de crédito imobiliário com atualização do saldo devedor pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SPBE), anunciado recentemente pelo Governo Federal (este financiamento é disponibilizado apenas para unidades prontas). A Caixa terá um estande próprio, com profissionais habilitados para tirar todas as dúvidas sobre financiamentos e ajudar em simulações de parcelas e fechamento de negócios.

Henrique Côrtes destaca que as expectativas são as melhores possíveis! Para tanto, serão oferecidas excelentes oportunidades de negócios com boas vantagens para a compra, como descontos e promoções, a depender de cada empresa. Nos estandes das construtoras e das imobiliárias, as equipes de corretores estarão preparadas e a postos durante o evento, para apresentar todas as informações sobre o empreendimento que o visitante demonstrar interesse, e assim, fazer bons negócios. 

Não perca essa grande oportunidade de realizar seu sonho de adquirir o imóvel próprio ou de assegurar um excelente investimento.

Fonte do texto: Ademi-SE/Divulgação 

NOSSOS PROJETOS 📐✍

Dentre os lançamentos que serão apresentados nesta edição, 05 empreendimentos tem o projeto assinado pela Immobile Arquitetura.  Todos são localizados na grande Aracaju, que vão de produtos populares a de médio padrão. Abaixo apresentamos um pouco das características cada um deles:

MORADA DO MAR

Residencial Morada do Mar
Fonte: Equipe técnica
O Morada do mar é mais um empreendimento da Impacto Construções. Ele fica localizado na esquina da R. Napoleão Dórea com a R. Aricío Guimarães, no bairro Atalaia, na cidade Aracaju/SE. Ele é composto por 01 Torre com 16 pavimentos, sendo os 02 primeiros pavimentos destinados a garagem, serviços e lazer, os 12 pavimentos seguintes tipos com 05 unidades de 2/4 (sendo 1 suíte) por andar e os 02 últimos pavimentos com apartamentos duplex e 2/4 (sendo 1 suíte). O morada do mar se diferencia por estar próximo à praia e a grande pontos turísticos da cidade, como a orla da Atalaia, além de dispor de uma boa estrutura de lazer interna.

RESIDENCIAL DEL REY

Residencial Del Rey
Fonte: Equipe técnica
O Residencial Del Rey é o primeiro lançamento na Alameda Serigy, a nova alameda planejada e construída pela construtora Celi na cidade de Aracaju/SE. Esse empreendimento é mais um que leva a marca de qualidade Stanza. Ele é composto por 04 blocos com 08 pavimentos cada (térreo+07 pavimentos),  com 08 unidades por pavimento, que variam entre apartamentos de 2/4 e 3/4, com ou sem suíte. Possui uma ampla área de lazer que conta com alguns diferencias como, as bicicletas compartilhadas (bike stanza) que serão de uso  dos moradores e a utilização de energia solar nas áreas comuns, que proporcionará uma redução no valor do condomínio. Um dos maiores diferencias desse empreendimento é a sua localização, que proporcionará uma grande valorização a longo prazo, sendo uma ótima opção para quem deseja adquirir um imóvel para moradia/investimento.

DOCE VIDA GIRASSÓIS

Doce vida Girassóis - União
Fonte: Equipe técnica
O Doce vida Girassóis é mais um empreendimento que nasce da longa parceria da Immobile Arquitetura com construtora União. Ele fará parte do consolidado Complexo Doce Vida, uma área planejada pela União, no bairro Rosa Elze, na cidade de São Cristóvão/SE. Esse residencial é composto por 03 blocos com com 08 pavimentos cada (térreo+07 pavimentos),  sendo 02 blocos com 08 unidades por pavimento e 01 bloco com 06 unidades por pavimento, que variam entre apartamentos de 2/4 e 3/4, com ou sem varanda. A localização em um local com infraestrutura e pontos de comércios próximos é um dos grandes destaques deste empreendimento, além do grande potencial de valorização.

MORADA FELIZ

Morada Feliz - União
Fonte: Equipe técnica
O Morada Feliz é mais um empreendimento com a marca da construtora União. Ele fica localizado no bairro Marivan, o mais novo bairro da cidade de Aracaju/SE. Ele é composto por 19 blocos com com 04 pavimentos cada (térreo+03 pavimentos), com 04 unidades por pavimento, sendo apartamentos de 2/4. A localização em uma área em expansão, e em um local com infraestrutura e pontos de comércios próximos é um dos grandes destaques deste empreendimento, além de proporcionar um grande potencial de valorização.

RIO BARRA MAIS VIVER

Rio Barra Mais Viver - Jotanunes
Fonte: Equipe técnica

O Rio Barra Mais viver é um empreendimento com a marca da construtora Jotanunes, Trata-se de um condomínio fechado com uma ampla área de lazer. Ele fica localizado no bairro Andorinhas, na cidade da Barras dos coqueiros/SE. Ele é composto por 62 sobrados com com 02 pavimentos cada, com 04 unidades por pavimento totalizando 496 unidades, sendo apartamentos de 2/4 com varanda.

Nosso Agradecimento 🎉 

Agradecemos a todos os nossos clientes pela confiança e parceria, e desejamos que todos os lançamentos sejam sucessos de vendas. Convidamos todos a visitarem a 5ª edição da Feira de Imóveis Ademi/SE, que será realizadas entre os dia 26 a 29 de setembro das 10hs as 22hs, no estacionamento do Extra.

Acompanhe todo o processo as redes sociais da Ademi Sergipe 👉Resultado de imagem para facebook icon e nas nossas Também 😉


sexta-feira, 29 de março de 2019

Primeiro Aberto de Arquitetura e a nossa participação

10:44:00

O CONCURSO

A Weefor é uma incorporadora com pouco tempo de atuação no mercado imobiliário, que surgiu com base na vontade de transformar a realidade do mercado imobiliário, inspirada nos novos padrões que estão surgindo na sociedade, dando forma a novos jeitos de viver. 

"Nossa missão é desenvolver projetos que atendam as reais necessidades das pessoas e transformem as cidades em que vivemos" (weefor.arq

E como forma de proporcionar essa mudança, ela está lançando o 1° aberto de arquitetura que selecionará e contratará um projeto arquitetônico para o seu primeiro empreendimento residencial no bairro Água Verde na cidade de Curitiba/PR. Trata-se de um concurso que será feito em uma unica etapa, que selecionará as 03 melhores propostas apresentadas, sendo que a vencedora terá o responsável contratado pela incorporadora para o desenvolvimento do projeto legal, conforme especificado no edital.

"O objetivo do concurso é apoiar a Arquitetura como disciplina fundamental para o desenvolvimento social e privado. Buscamos pensar junto com aquelas mentes que colocam o seu talento à disposição das pessoas, e não à disposição do mercado.
Queremos arquitetos dispostos a usar a sua força de ação e todo o seu conhecimento técnico em prol de algo maior e melhor, que integra pessoas, histórias e cria novas conexões com as cidades. Buscamos trabalhar ao lado daqueles que irão arquitetar a vanguarda, oferecendo novas experiências que se distanciam da realidade repleta de velhos padrões" (ArchDaily Brasil)

O objeto do concurso foi a apresentação, por parte dos inscritos, de um anteprojeto de arquitetura para um edifício residencial (habitação coletiva), com área de aproximadamente 5.250,00 m², em um terreno de 1.383,60 m². A proposta deveriam obedecer e ter como base as instruções do edital, do termo de referência e dos demais arquivos bases do concurso.

NOSSA PARTICIPAÇÃO 😎


Nós da Immobile Arquitetura escolhemos participar deste concurso, para demostrar como é possível conceber um produto imobiliário que seja envolvente, relacionando às necessidades dos futuros moradores, que tenha ligação direta com a rua e com a comunidade local e que seja viável economicamente. Buscamos reproduzir as discussões inerentes a esta relação espaço e pessoas, mercado e convivência, produto imobiliário e cidades levantando questões quanto a reflexão sobre como empreendimentos imobiliários devem trazer em seu nascedouro conceitos além dos custos, envolvendo a cidade, seu bem-estar, sua vizinhança e sua inserção à malha urbana.

Fachada Frontal, Rua Pará


Fonte: Equipe técnica

Fachada Frontal, Rua Mato Grosso



Fonte: Equipe técnica


Em nossa proposta abordamos a arquitetura pensada, que é uma das nossas bases de projeto, e diante de alguns pontos de discussões, desenvolvemos o estudo conceituando com mais duas linhas de atuação. A primeira seria a importância da relação do edifício para com a rua, permitindo que através dos “olhos da rua” de Jane Jacob, alcançássemos maior vigilância natural do próprio empreendimento. E a segunda, mas não menos importante, seriam os desenhos de interação através dos conceitos de “Pocket Park”, que trazem um novo olhar sobre os espaços livres, com a criação de espaços compactos com uso de elementos vegetais, sombreamento, mobiliários e acessibilidade. Conseguimos desenvolver um produto imobiliário com novas conceituações urbanas, seguindo as prerrogativas apresentadas pela WEEFOR.

Buscamos envolver o produto de tal forma que o passeio envolve nossas áreas de vivência, permitindo uma maior relação entre os futuros moradores, transeuntes e vizinhos, criando uma relação saudável entre o espaço público e privado, permitindo maior comunicação, interação e segurança entre as pessoas.

Fonte: Equipe técnica

Playground "Pocket Park", Rua Pará

Fonte: Equipe técnica

Entrada principal, Rua Pará

Fonte: Equipe técnica

Academia ao ar live "Pocket Park", Rua Pará

Fonte: Equipe técnica

Juntamente com as discussões conceituais levantamos inúmeros pontos quanto a morfologia do edifício, dos aspectos físicos do terreno, do entorno e especialmente da pesquisa desenvolvida. Partimos para entender cada premissa destacando aqueles itens que nos trariam ao desenvolvimento do partido, aliando conceitos e interações práticas e legais. A localização do terreno em uma esquina nos permitiu maior comunicação com o meio urbano, maior interação com a composição de duas fachadas principais e com a própria relação viária dos nossos acessos para com as vias. A premissa pela quantidade de unidades e suas tipologias nos desafiaram no desenvolvimento da lâmina, onde incansavelmente buscamos a relação custo beneficio com norte para a viabilidade do projeto. Não seria possível conceituar um novo projeto, inovador, diferenciado em suas interações urbanas, mas que não fosse comercialmente viável.

As ideias não saíram do papel apenas para atender as demandas apresentadas com tipologia, números de unidades, quantidade de pavimentos, e restrições legais, como também incorporaram a nova busca no desenvolvimento de produtos imobiliários restritos ao mercado, mas livres para comunicar com seu público consumidor e com a cidade. O projeto arquitetônico deixando de ser produto do meio para fazer parte desse meio. Diante das premissas o estudo segue a composição de apenas uma única torre com 08 pavimentos, sendo subsolo, pavimento térreo, 1º pavimento com apartamentos (06 unidades) e áreas comuns de lazer, 03 pavimentos tipo I e 03 pavimentos tipo II, totalizando 51 unidades.

Votação Publica 

O 1° aberto de arquitetura traz como diferencias, a escolha da melhor proposta por voto popular, ou seja, terá uma premiação para o projeto que for mais votado. Essa escolha poderá ser feita na pagina da Weefor na internet, onde estarão publicadas as propostas para votação. Qualquer pessoa poderá escolher o projeto e votar.

A votação está aberta até o dia 12 de abril de 2019. Os projetos foram identificados por numero de inscrição, o nosso foi o 136, confira e se gostar dê uma força, nos dando seu voto! 😃

Portanto convidamos você para conhecer melhor nossa proposta 😉. São 03 pranchas que apresentam o projeto de forma técnica e conceitual, abordando as soluções propostas e os matérias utilizados.


  Acompanhe todo o processo no instagram 👉


segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Y:Cube, um novo jeito de morar em Londres

11:24:00

Casa-cubo, de 26 metros quadrados, vai ajudar a reduzir déficit de habitação na Inglaterra


Para solucionar o problema dos altos preços de imóveis residenciais em Londres, tanto para locação quanto para compra, um novo tipo de habitação está sendo desenvolvido na Inglaterra: o Y:Cube Housing. Trata-se de um imóvel de 26 metros quadrados que pode ser usado individualmente, como casa, ou empilhado com outros, criando-se um prédio. O custo? 30 mil libras (R$ 111 mil), a serem financiados por até dez anos.As unidades, construídas a partir de painéis de madeira, são montadas numa fábrica e já chegam prontas no seu destino final, por meio de um guindaste. Todas têm água e energia elétrica incorporadas à estrutura da casa, aptas para serem ligadas à rede da cidade.

A prioridade da venda é para quem mora em acomodações provisórias na cidade, como pensões e hostels e não tem como arcar com despesas maiores. Porém, as unidades também podem ser adquiridas por instituições públicas ou ONGs, visando à locação. Neste caso, o aluguel cobrado terá de ser entre 125 e 175 libras (R$ 462 a R$ 647), reduzindo, assim, a necessidade de subsídio de habitação dado pelo governo aos cidadãos de baixa renda.

O novo conceito de habitação, criado para acomodar uma pessoa ou, no máximo, um casal, foi desenvolvido pela ONG YMCA London South West em parceria com as empresas Rogers Stirk Harbour + Partners. Segundo a YMCA, o custo destas novas moradias fica de 25% a 40% mais barato que uma construção tradicional.

O primeiro protótipo já foi feito. O objetivo agora é fazer um primeiro condomínio com 36 unidades no bairro Mitcham. As estruturas serão empilhadas verticalmente em configurações de vários andares e dispostos em torno de um pátio e jardim. Pode parecer um pouco estranho, mas, as fotos mostram que o Y: Cube Housing é um tanto quanto confortável.


sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Caixa anuncia redução das taxas de juros para crédito imobiliário

13:41:00

Além da redução dos juros de 0,25% no SFH e de 0,50% no SFI, a Caixa Econômica Federal também aumentou o limite para financiamento de imóveis usados para 80% do valor.



Foto:  Freepick

A Caixa Econômica Federal anunciou no dia 24/08 mudanças nas taxas de juros de crédito imobiliário que utilizam recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

Para imóveis enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) a redução foi de 0,25% a.a., passando de 9% a.a para 8,75% a.a. Já para imóveis dentro do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), as taxas sofreram queda de 0,5% a.a., de 10% a.a para 9,5% a.a.

Sistema Financeiro de Habitação (SFH) Imóveis de até R$ 800 mil*
Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) Imóveis acima de R$ 800 mil*

* exceto para RJ, SP, MG e DF, onde o limite é de R$ 950 mil


Além da redução dos juros, o banco aumentou o limite da cota de financiamento de imóveis usados para pessoa física. Agora é possível financiar até 80% do valor do imóvel, o que reduz o valor da entrada. Em nota, o Secovi-SP apoiou a redução de juros da caixa e acredita que a medida movimentará o mercado imobiliário no segundo semestre.

Todas as mudanças começaram a valer no dia 24 de agosto.







Sobre a

IMMOBILEArquitetura

Ela foi idealizada em 2008 pelo arquiteto e urbanista Expedito Junior, com o objetivo de criar e implementar projetos de alta performance e profundidade técnica, executados para atingir os melhores índices de rentabilidade de acordo com a individualidade de cada empreendimento e negócio. Constituída por uma equipe de profissionais que possuem diferentes visões de mercado, procuramos manter um relacionamento estreito com os investidores, construtores e principalmente possibilitando a maior eficiência e agilidade nos processos de criação, regularização e entrega.




Assine a nossa newsletter para receber as últimas notícias do blog diretamente em seu E-mail. Fique tranquilo, também não gostamos de SPAM

Você também pode gostar